look monocromárico — flappers & berries

nesta edição dos looks monocromáticos, brinquei com as imensas variações dos tons arroxeados e vermelhos profundos dos anti-oxidantes por excelência: as bagas. amoras, morangos, mirtilos. no meio da brincadeira, resolvi prolongar a cor acima da dobra do olho até à sobrancelha, e alongar a parte exterior do olho, e acabou por resultar num visual muito reminiscente das flappers dos anos 20. espero que gostem!

Continue reading “look monocromárico — flappers & berries”

NYX review . olhos . lápis & etc.

continuando a minha análise dos produtos NYX (podem ler a intro com os pontos gerais no post anterior), dedico-me hoje aos lápis e outros pequenos artefactos, todos ainda para a zona dos olhos.

NYX Jumbo Eye Pencils (5,90€) + Roll-on Shimmer (6,50€)

Comecemos pelos Jumbo Eye Pencils: são um clássico das bloggers de maquilhagem. Lápis gordos de sombra em creme, com vários acabamentos (e cores que nunca mais acabam). São óptimos para usar como base para outras cores (essenciais seriam o branco e o preto), mas devo avisar que esta fórmula não seca, por isso utilizar como a única sombra nos olhos  só para quem não tem problemas de pálpebras oleosas.
A última amostra foi quando passei o dedo depois de deixar as sombras no braço um bom bocado e, como podem ver, mantinham-se cremosas.
Por isso, cá por casa, serão utilizadas apenas como base para dar força a outras cores, porque sozinhas, nas minhas pálpebras, não se aguentam e começam a derreter.
Se voltasse atrás, tinha trazido apenas o branco e o preto (não trouxe o preto por engano, como disse a iluminação na loja não é das melhores e aquilo estava cheio de gente, não dava para experimentar com calma).

o Roll-On Shimmer foi comprado por capricho para brincar… É o que diz: shimmer, ou, traduzido em miúdos, glitter moído mais finamente. Vem num aplicador roll-on muito fácil de usar. Sendo, no fundo, um pigmento seco, não adere 100% à pele sozinho, por isso convém usar uma base cremosa, ou algo como Mac Fix+ ou um Mixing Medium para ajudar os brilhos a colar à pele. Fiquei agradavelmente supreendida quanto à quantidade de pigmento na sombra. É seguro para usar nos olhos, obviamente 😉

Micro Brow Pencil (8,90€), Tres Jolie Gel Pencil Liner (cerca de 10€), Slide on Eye Liner (5,90€)

 

Micro Brow Pencil — para quem precisa/gosta de redesenhar as sobrancelhas simulando pêlos fininhos, e gosta deste tipo de lápis muito finos, este é um excelente investimento, e muito mais barato do que o da Sephora ou Anastasia Beverly Hills. A selecção de cores (naquele dia em que fui à loja) estava difícil porque os lápis de amostra são tão fininhos que desapareciam para dentro do expositor. Por isso acabei por trazer a cor errada para mim (Chocolate, que é um castanho mais acobreado), eu preciso de um bem mais escuro e de sub-tom frio. No entanto já brinquei com ele e consegui safar-me lindamente.

Tres Jolie Gel Pencil Liner é o MELHOR lápis de olhos em gel que já usei. Bate os da Urban Decay. Porquê? Porque é altamente pigmentado e cremoso ao aplicar, tem acabamento mate depois de secar, mas FICA no interior do olho, e eu tenho os olhos bastante chorosos. É do mais próximo a usar um eyeliner em gel, mas *sem* a confusão de pincéis sujos no fim eheh! É twist-up e vem com um afia no topo, para quem o queira usar para linhas mais precisas. Custa cerca de metade de um Urban Decay 24/7, já agora.
Em segundo lugar vem o da Essence, que é muito mais barato, mas ligeiramente menos duradouro e a pigmentação é mais leve, por isso temos de o passar umas vezes no olho e pode irritar os mais sensíveis — não é o meu caso, mas pode.
Comprei este através da Feelunique, e quando estive na loja não dei por estes lápis nos expositores, mas pode ter sido da confusão, por isso não tenho a certeza quanto ao preço que terá por cá. Quero o preto e quero que façam mais cores. Muito muito recomendado pela minha pessoa.

Os Slide on Pencils (nome completo é mas ridículo do que o meu: Slide On, Glide On, Stay On & Definitely a Turn On Wateproof Extreme Shine Eye Liner… gasp gasp) são lápis altamente cremosos, muito pigmentados, mas desta vez com um acabamento mais lustroso, que existem em 16 cores (muitas metalizadas, mas os clássicos preto, branco e castanho também têm versões simples). Na pele fixam que é uma maravilha, no interior do olho nem por isso (pelo menos os metalizados que eu tenho) e, portanto, lembram-me ainda mais os da 24/7 da Urban Decay. Podem ser à prova de água quando em contacto com a pele, mas não no interior do olho, portanto. Óptimos não só para fazer riscos e apontamentos de cor, mas para usar por si só, esbatidos, como sombras.
Obviamente, são excelentes alternativas acessíveis aos lápis da Urban Decay, minha gente, e melhores do que os da H&M (4,99€), que também têm cores metalizadas muito fixes, mas, ao fim de umas horas, a cor foi-se e andam brilhos às cores a flutuar nas bochechas e enfiados nas rugas dos olhos.

Assim termina a secção “olhos” da minha análise. Em breve, teremos cores para o rosto 😉

 

NYX review . olhos . sombras

A NYX é uma marca americana (mostly made in China, though) de maquilhagem adorada tanto por amadores como por profissionais. Obviamente que estava curiosa por experimentar.
Tem uma boa relação qualidade-preço (anda ali pela onda da Kiko, em certas coisas é mais barata), é cruelty-free (no entanto pertence à multinacional L’Oréal), estava acessível a Portugal pela Feelunique (e Maquillalia, mas eu nunca comprei nada por ali, não posso confirmar a fiabilidade).
Finalmente abriu uma loja física no Almada Fórum que tem tudo ou quase o que está no site americano.

Espero  que o site português sirva para alguma coisa de útil depois do marketing de lançamento da loja (estou a falar de venda online, peloamordasanta sejam espertos).
Pela Feelunique, regra geral, os preços são em média 30 a 50 cêntimos mais altos, MAS, quando fazem promoções, fica mais barato mandar vir de lá (o problema é sempre arranjar as cores mais famosas nessas alturas).

Devo avisar os artistas da nossa praça de que não fazem descontos para profissionais do espectáculo, só para, e cito, “profissionais da makeup” (revira os olhos) quando apresentem comprovativo. Deixei com a dona o recado de que os profissionais do espectáculo deste país se vêem obrigados muitas vezes a maquilhar-se com material próprio, era simpático no futuro os descontos abrangerem estes sacrificados…
Ao contrário da L’Oréal, fica mais em conta comprar directamente na loja do que mandar vir da Feelunique.

Sendo que nos últimos tempos tenho acumulado bastantes coisas da NYX para fazer uma super hiper mega análise a fundo, vou dividir os posts por secções. 

Hoje começamos com os olhos, secção sombras. Sirvam um chá, que isto vai ser comprido…

*Todas as amostras de sombras na pele são sem primer, e aplicadas com um pincel achatado — quis sacar o máximo de pigmento dentro do contexto mais realista possível.*

PALETA AVANT POP (cerca de 20€, 10 sombras de 1,5g cada)

 

Uma paleta com 10 cores, mistura de mates e brilhos metalizados. Eu escolhi a Nouveau Chic porque tem as cores mais básicas, mas ainda assim com alguns apontamentos de cores mais garridas. As sombras são no geral bastante macias e com uma pigmentação forte, esbatem bem. Os mates mais claros precisam de ser reforçados para aparecerem na minha pele; os mais escuros podem tingir um bocadinho, mas nada de grave. Os brilhos metalizados são bastante discretos. Estas sombras largam um bocadinho de pó, por isso é ter cuidado com a aplicação para não se ficar com “olheiras-de-unicórnio”. Se usarem cores escuras, convém começar com os olhos e só depois fazer a base.
Uma paleta simples, com cores boas para o dia-a-dia, mas também uns pózinhos tcharam para a noite, porreira para quem está a começar, não quer gastar muito dinheiro e não quer muita confusão.
*Contêm talco como primeiro ingrediente
PRISMATIC SHADOWS . singles (5,90€ por 1,24g/un)

Sombras altamente metalizadas sem glitter. No site americano dizem que estas sombras também existem em pans sem embalagem (para pôr em paletas magnéticas), mas não dei com elas na loja (tinha poupado uns cobres). Tenho duas com embalagem (muito semelhante à da M.A.C., por acaso, mas mais leve e com um lacinho amaricado). São altamente pigmentadas e muito macias (quase demais, partem com facilidade), têm um brilho forte e, se molhadas, ainda mais impacto ganham. São um dos produtos-estrela da marca, e, de facto, dão nas vistas. São melhores do que a linha Foiled da Makeup Geek (9,50€ por 1,8g)? Hm… Não. Mas são bastante mais baratas e dão uma tareia a muita marca cara que aí anda a fazer-se de rica.

 

HOT SINGLES EYESHADOWS . refill (2,70€ a 4,40€ por 1,4g/un)

Estas sombras estão disponíveis em pans individuais ou embaladas, conforme a preferência, sendo que as embaladas serão mais caras.
No entanto, dentro das pans, dependendo do acabamento das sombras, os preços também vão flutuar. A linha Nude Mattes é, curiosa e ironicamente, mais cara. Vá lá perceber-se a lei da oferta e da procura na perspectiva do consumidor…
Podem comprar-se paletas vazias da marca (que andarão nos 5€ para uma de 4 sombras), ou então pôr-se numa paleta magnetizada tipo as Z-Palettes ou a Inglot Freedom System Flexi — os ímanes são compatíveis.

Como em muitas, as sombras individuais desta marca são de melhor qualidade do que as das paletas (pelo menos do que a Avant Pop, que é o que tenho para comparar). São bem mais macias e o impacto de cor nos mates é maior. Aliás, o mates são um mimo! A pigmentação é bastante impactante e a marca ganha pontos por ter tantas cores disponíveis.
De novo, não têm a pigmentação alta de sombras como da  Makeup Geek, mas isso pode ser um ponto positivo para quem tem a mão pesada e falta de pachorra para estar a esbater cores meia hora. No entanto, se querem alto rendimento de cor, terão de trabalhar mais. Esbatem rapidamente e não se tornam pastosas. Mas, por isso podem tornar-se translúcidas com alguma facilidade — lá está, vantagem para uns, desvantagem para outros.
Têm diversos acabamentos, desde os altamente metalizados a acetinados e mates. É à escolha do freguês.
Devo no entanto frisar que, como acho que se consegue ver pela amostra, a cor Bad Seed (tinha tantos planos para ti) tem menos pigmentação do que as outras, é ligeiramente mais áspera, e tem uns glitters lá metidos de que não me dei conta na loja (iluminação… já inventaram, mas pronto) que me deram uma pequena taquicardia triste.
No geral, acho que estas são daquelas sombras que valem tanto mas tanto a pena açambarcar: faz-se a paleta a gosto, as cores são fortes, e cada sombra sai a uma média de 3,50€!
*Contêm talco como primeiro ingrediente

ULTRA PEARL MANIA . pigmento (3,90€) + MULTITASKER . mixing medium (8,90€)

DSC_7748
Ultra Pearl Mania em Orange Zest Pearl

Pigmentos são, basicamente, sombras não prensadas. Costumam ter um maior impacto de cor e pigmentação, e um bocadinho dá para muito. Por isso, um frasquinho de pigmento dura uma vida. Estes com acabamentos metalizados fazem todo um efeito quase molhado na pálpebra, quando aplicados no fim da maquilhagem dos olhos.
É um bocado complicado usar em seco (apesar de se conseguir, mas fica muito mais leve e são capazes de começar a cair nas bochechas ao longo do dia), por isso convém usar ou uma sombra em creme/base bastante cremosa por baixo, o pincel humedecido com algo como o Fix+ da M.A.C., ou um produto próprio para transformar o pigmento numa sombra em creme.
Foi o que fiz. Sendo ainda caloira nisto de fazer estas misturas, provavelmente ainda tenho de ajustar quantidades, mas facilmente se consegue uma espécie de pasta com uma gotinha de Mixing Medium e uma pitada de pigmento. Como se pode ver na amostra, o Mixing Medium escurece bastante a sombra, e não tem tanta homogeneidade como eu esperava. No entanto não ponho de lado o facto de poder ser só bronquice minha — o efeito por cima da maquilhagem acabada é muito muito giro, e o mixing medium prolonga imensamente a duração das sombras (tive de esfregar bem o braço para tirar este pedacinho, e só lá esteve um minuto).
É daquelas coisas que está longe de ser essencial na vida, mas que nos leva de volta aos tempos da escola em que brincávamos com barro e tintas e misturávamos farinha com água para fazer “coisas”.

monocromático — taupes

que raio de cor é o/a taupe? castanho acinzentado arroxeado… será a afamada cor de burro quando foge? não interessa. o que interessa é que me propus a mim própria e à minha pessoa um desafio: fazer um look completo só com base numa cor/família de cores, com produtos que se possam comprar neste canto do planeta (via online ou numa loja física). a paleta desta semana é o próprio do taupe, portanto vamos lá a isto.

Continue reading “monocromático — taupes”