NYX review . olhos . sombras

A NYX é uma marca americana (mostly made in China, though) de maquilhagem adorada tanto por amadores como por profissionais. Obviamente que estava curiosa por experimentar.
Tem uma boa relação qualidade-preço (anda ali pela onda da Kiko, em certas coisas é mais barata), é cruelty-free (no entanto pertence à multinacional L’Oréal), estava acessível a Portugal pela Feelunique (e Maquillalia, mas eu nunca comprei nada por ali, não posso confirmar a fiabilidade).
Finalmente abriu uma loja física no Almada Fórum que tem tudo ou quase o que está no site americano.

Espero  que o site português sirva para alguma coisa de útil depois do marketing de lançamento da loja (estou a falar de venda online, peloamordasanta sejam espertos).
Pela Feelunique, regra geral, os preços são em média 30 a 50 cêntimos mais altos, MAS, quando fazem promoções, fica mais barato mandar vir de lá (o problema é sempre arranjar as cores mais famosas nessas alturas).

Devo avisar os artistas da nossa praça de que não fazem descontos para profissionais do espectáculo, só para, e cito, “profissionais da makeup” (revira os olhos) quando apresentem comprovativo. Deixei com a dona o recado de que os profissionais do espectáculo deste país se vêem obrigados muitas vezes a maquilhar-se com material próprio, era simpático no futuro os descontos abrangerem estes sacrificados…
Ao contrário da L’Oréal, fica mais em conta comprar directamente na loja do que mandar vir da Feelunique.

Sendo que nos últimos tempos tenho acumulado bastantes coisas da NYX para fazer uma super hiper mega análise a fundo, vou dividir os posts por secções. 

Hoje começamos com os olhos, secção sombras. Sirvam um chá, que isto vai ser comprido…

*Todas as amostras de sombras na pele são sem primer, e aplicadas com um pincel achatado — quis sacar o máximo de pigmento dentro do contexto mais realista possível.*

PALETA AVANT POP (cerca de 20€, 10 sombras de 1,5g cada)

 

Uma paleta com 10 cores, mistura de mates e brilhos metalizados. Eu escolhi a Nouveau Chic porque tem as cores mais básicas, mas ainda assim com alguns apontamentos de cores mais garridas. As sombras são no geral bastante macias e com uma pigmentação forte, esbatem bem. Os mates mais claros precisam de ser reforçados para aparecerem na minha pele; os mais escuros podem tingir um bocadinho, mas nada de grave. Os brilhos metalizados são bastante discretos. Estas sombras largam um bocadinho de pó, por isso é ter cuidado com a aplicação para não se ficar com “olheiras-de-unicórnio”. Se usarem cores escuras, convém começar com os olhos e só depois fazer a base.
Uma paleta simples, com cores boas para o dia-a-dia, mas também uns pózinhos tcharam para a noite, porreira para quem está a começar, não quer gastar muito dinheiro e não quer muita confusão.
*Contêm talco como primeiro ingrediente
PRISMATIC SHADOWS . singles (5,90€ por 1,24g/un)

Sombras altamente metalizadas sem glitter. No site americano dizem que estas sombras também existem em pans sem embalagem (para pôr em paletas magnéticas), mas não dei com elas na loja (tinha poupado uns cobres). Tenho duas com embalagem (muito semelhante à da M.A.C., por acaso, mas mais leve e com um lacinho amaricado). São altamente pigmentadas e muito macias (quase demais, partem com facilidade), têm um brilho forte e, se molhadas, ainda mais impacto ganham. São um dos produtos-estrela da marca, e, de facto, dão nas vistas. São melhores do que a linha Foiled da Makeup Geek (9,50€ por 1,8g)? Hm… Não. Mas são bastante mais baratas e dão uma tareia a muita marca cara que aí anda a fazer-se de rica.

 

HOT SINGLES EYESHADOWS . refill (2,70€ a 4,40€ por 1,4g/un)

Estas sombras estão disponíveis em pans individuais ou embaladas, conforme a preferência, sendo que as embaladas serão mais caras.
No entanto, dentro das pans, dependendo do acabamento das sombras, os preços também vão flutuar. A linha Nude Mattes é, curiosa e ironicamente, mais cara. Vá lá perceber-se a lei da oferta e da procura na perspectiva do consumidor…
Podem comprar-se paletas vazias da marca (que andarão nos 5€ para uma de 4 sombras), ou então pôr-se numa paleta magnetizada tipo as Z-Palettes ou a Inglot Freedom System Flexi — os ímanes são compatíveis.

Como em muitas, as sombras individuais desta marca são de melhor qualidade do que as das paletas (pelo menos do que a Avant Pop, que é o que tenho para comparar). São bem mais macias e o impacto de cor nos mates é maior. Aliás, o mates são um mimo! A pigmentação é bastante impactante e a marca ganha pontos por ter tantas cores disponíveis.
De novo, não têm a pigmentação alta de sombras como da  Makeup Geek, mas isso pode ser um ponto positivo para quem tem a mão pesada e falta de pachorra para estar a esbater cores meia hora. No entanto, se querem alto rendimento de cor, terão de trabalhar mais. Esbatem rapidamente e não se tornam pastosas. Mas, por isso podem tornar-se translúcidas com alguma facilidade — lá está, vantagem para uns, desvantagem para outros.
Têm diversos acabamentos, desde os altamente metalizados a acetinados e mates. É à escolha do freguês.
Devo no entanto frisar que, como acho que se consegue ver pela amostra, a cor Bad Seed (tinha tantos planos para ti) tem menos pigmentação do que as outras, é ligeiramente mais áspera, e tem uns glitters lá metidos de que não me dei conta na loja (iluminação… já inventaram, mas pronto) que me deram uma pequena taquicardia triste.
No geral, acho que estas são daquelas sombras que valem tanto mas tanto a pena açambarcar: faz-se a paleta a gosto, as cores são fortes, e cada sombra sai a uma média de 3,50€!
*Contêm talco como primeiro ingrediente

ULTRA PEARL MANIA . pigmento (3,90€) + MULTITASKER . mixing medium (8,90€)

DSC_7748
Ultra Pearl Mania em Orange Zest Pearl

Pigmentos são, basicamente, sombras não prensadas. Costumam ter um maior impacto de cor e pigmentação, e um bocadinho dá para muito. Por isso, um frasquinho de pigmento dura uma vida. Estes com acabamentos metalizados fazem todo um efeito quase molhado na pálpebra, quando aplicados no fim da maquilhagem dos olhos.
É um bocado complicado usar em seco (apesar de se conseguir, mas fica muito mais leve e são capazes de começar a cair nas bochechas ao longo do dia), por isso convém usar ou uma sombra em creme/base bastante cremosa por baixo, o pincel humedecido com algo como o Fix+ da M.A.C., ou um produto próprio para transformar o pigmento numa sombra em creme.
Foi o que fiz. Sendo ainda caloira nisto de fazer estas misturas, provavelmente ainda tenho de ajustar quantidades, mas facilmente se consegue uma espécie de pasta com uma gotinha de Mixing Medium e uma pitada de pigmento. Como se pode ver na amostra, o Mixing Medium escurece bastante a sombra, e não tem tanta homogeneidade como eu esperava. No entanto não ponho de lado o facto de poder ser só bronquice minha — o efeito por cima da maquilhagem acabada é muito muito giro, e o mixing medium prolonga imensamente a duração das sombras (tive de esfregar bem o braço para tirar este pedacinho, e só lá esteve um minuto).
É daquelas coisas que está longe de ser essencial na vida, mas que nos leva de volta aos tempos da escola em que brincávamos com barro e tintas e misturávamos farinha com água para fazer “coisas”.

3 opiniões sobre “NYX review . olhos . sombras”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s