NYX review — face

continuando a minha análise dos produtos NYX (podem ler a intro com os pontos gerais no primeiro post da série), dedico-me hoje aos produtos de rosto da marca.

 

Angel Veil Primer . 14,90€

DSC_7770
Angel Veil Primer

é, como o nome indica, um primer. é dos produtos mais caros que vi na loja (com excepção das paletas), mas não deixa de ser acessível. tem uma textura ali entre o creme e a loção, e, apesar de ter silicone como terceiro ingrediente, não tem a mesma sensação dos primers com silicone — é muito mais leve e fluido. deixa a pele alisada, levemente hidratada, e uniformiza um pouco a textura. ajuda a base a manter-se na pele mais tempo. alega que previne oleosidade, mas, sinceramente, não notei muita diferença. se bem que estamos no verão…
no todo, é um dos melhores primers que usei, e não esvazia a carteira. não tive problemas de alergia ao silicone que contém, o que é um bónus (mas convém fazer um teste numa secção da pele antes de comprar).

 

Full Coverage Concealer . 7 g por 6,90€

eu comprei a versão com corrector de cor para olheiras profundas. o cor de laranja, para peles médias, é o indicado (no inverno, quando estou mais pálida, uso salmão).
este corrector acerta na quantidade de pigmento e na textura: deixa a mancha alaranjada que contraria as olheiras (que depois se tapa com corrector normal), e é cremoso só o suficiente para não ficar todo engelhado e seco nas rugas debaixo dos olhos, mas não se torna oleoso ao ponto de sair do sítio.
é para quem precisa do passo extra em dias de cansaço extremo.
também há uma selecção de cores de corrector “normais” ou “cor de pele”(com uma panóplia bem porreira de tons mais escuros YAY!), mas sobre esses não posso falar, porque não experimentei.

 

Highlight and Contour Pro Palette 19,90€

é uma das estrelas e dos produtos mais conhecidos da marca. com razão. vem com 4 pós escuros com tons diferentes (Tan, Toffee, Sculpt e Hollow), não demasiado quentes (Sculpt é o mais frio, Tan o mais quente) e portanto excelentes para fazer o contorno de vários tons de pele diferentes, mas que também se conseguem usar como bronzeadores; e com 4 pós claros: dois mates (Soft Light e Cream) e dois com brilhos suaves (Ice Queen e Nectar). os mates são um muito claro e outro mais perto do “pó-banana”, úteis para iluminar a zona abaixo dos olhos. Os brilhos podem ser usados como iluminadores, mas o brilho deles é muito muito discreto — ainda assim, a cor Ice Queen é mais forte do que a Nectar.
todos os pós são muito finos e confortáveis de usar, sem criar o efeito empastelado-seco clássico, se usarmos a mão leve. os pós são pigmentados na medida certa para aplicar no rosto sem medo de fazer asneira e esbatem bem.
são uma excelente alternativa acessível à paleta Cocoa Contour da Too Faced.
esta paleta tem a vantagem de se poder usar como paleta de sombras, porque tem todos os básicos de que uma pessoa (sã e equilibrada, que não eu) pode precisar.

BÓNUS: esta paleta pode comprar-se vazia por 5,90€ e encher com as cores de rosto, incluindo blush, que preferirmos (se bem que não vi por lá as recargas, mas posso só ter sido taralhoca…), MAS descobri que as sombras Infinity da KIKO — aquelas, de 3 euros, para que a KIKO deixou de fazer paletas! — encaixam na perfeição. portanto se têm singles Infinity da Kiko à solta na gaveta, já sabem que por 6 euros têm onde encaixar 8 ;))

 

Strobe of Genius Palette 19,90€

outra vedeta da marca, esta é uma paleta de iluminadores em pó iridescentes com cores básicas e uns apontamentos de maluqueira à mistura. inteligentemente, as cores mais “convencionais” vêm em maior quantidade.
nem todas as cores têm a mesma textura: o amarelo-dourado é bastante mais áspero e seco do que os restantes e aparece pouco na pele — pigmento fica como que separado na pele. o lilás tem um brilho mais suave e opalescente do que os outros, que são mais para o metalizado.
no geral, é uma paleta com todas as cores de iluminador que uma pessoa pode ambicionar, que podem, também, fazer a vez de sombras de olhos. nice.

 

High Definition Blush 6,90€ por 4,5g

estes blushes têm fama de serem altamente pigmentados. diria que é verdade… em parte. as cores mais claras na minha pele mal aparecem, com muita pena minha porque ando à cata de um blush apessegado mas não laranja. isto não quer dizer que em peles pálidas não possam ser lindos de morrer, só sinto uma diferença brutal na pigmentação das cores claras para as escuras que, na minha opinião, devia ser ao contrário.
no entanto, as cores mais vibrantes são um mimo e é preciso muito cuidadinho e mão levezinha no pincel. esbatem com bastante facilidade.
há cores que são absurdamente parecidas, só vale a pena comprar uma delas (Down to Earth e Coraline, estou a falar de vocês).
apesar de parecerem mates, alguns deles têm brilho — por isso convém pôr um bocado na mão e tentar vir ver à luz natural, que a iluminação da loja não ajuda nada.

na próxima semana, conto terminar esta série de reviews com os produtos para lábios.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s