maquilhagem da Lush

finalmente, quando já ninguém quer saber, comprei produtos de maquilhagem da Lush para testar. a base sólida Slap Stick (N11), o iluminador/blush sólido Glow Stick (Pipit) e um batom refill (Cairo) com a respectiva embalagem em tubo .

são produtos à base de óleos e ceras, com fórmulas muito semelhantes entre si (com fragrância). a marca tem uma abordagem muito interessante aos materiais e embalagem, com um grande foco na reciclagem e sustentabilidade: as caixas são de cartão e os produtos vêm total ou parcialmente envoltos numa película de cera, para preservação e/ou para serem manuseados sem se desfazerem nas mãos.

depois de aberto, o batom tem de ser colocado num tubo da Lush (ou numa paleta tipo as da Vueset), nem dá para ir tirando e trocando de batons no mesmo tubo, porque não vem com embalagem extra onde guardar.

se querem ver como foi a aplicação, o resultado e a “usabilidade” dos produtos na minha pele mista, é ver o vídeo.

encontram os produtos na loja online da Lush, mas, pelo menos até antes da Nova Peste, não estavam disponíveis em loja para se experimentar/ver cores.

Vueset – a magia das paletas personalizáveis

já sabíamos que comprar uma paleta magnética e sombras individuais nos dava aquela sensação de sermos super pros, mas então e o resto da cara? e os cremes? estou a adorar criar as minhas próprias paletas de cremes e quero partilhar a experiência.

as paletas de que vou falar são em acrílico, a tampa sela bem e não verte de um compartimento para o outro, vêm em diversos tamanhos e com compartimentos de tamanhos e formas diferentes, onde podemos pôr quaisquer produtos (eu foquei-me nos em creme, mas também podem levar pigmentos ou missangas!): bases em stick, correctores em pote, sombras, batons… pode fazer-se paletas por tipo de produto e ter a colecção de batons ao alcance de um olhar, ou escolher produtos do início ao fim da rotina de maquilhagem e trazer “uma cara inteira” no bolso – a esta última só vai faltar rímel, pó e um produto para sobrancelhas, tornando-se no aliado perfeito para viajar. nem que seja só na bolsa da mala, até ao trabalho.

saber tudo sobre isto

rotina de pele de inverno . noite

agora que a primavera está a chegar, posso fazer uma retrospectiva dos passos e produtos que me mantiveram a pele em boa forma.

a minha pele é mista, mais oleosa no verão. tive acne grave dos 12 aos 23 anos, e desde os 25 que voltou, moderado. há coisa de ano e meio começou a reduzir e por enquanto está estável – só tenho umas borbulhas hormonais de vez em quando e o clássico “mascne”. tenho muita tendência para hiperpigmentação pós inflamatória que depois se transforma em manchas escuras que ficam anos na minha pele.
e tenho 41 anos de vida na tromba: rugas, perda de elasticidade, textura… o natural de quem vive para lá dos 35.

os meus objectivos são manter a barreira da pele saudável, manter as borbulhas num mínimo mais fácil de gerir, ajudá-la a estar na sua melhor condição a nível de elasticidade, firmeza e textura, e reduzir e evitar nova hiperpigmentação.

não posso sublinhar isto o suficiente: o que resulta para mim pode não resultar para as outras pessoas. é um jogo muito individual de resiliência, dedicação, capacidade de adaptação, ouvir a pele e perceber o que em cada momento a faz mais saudável.
há um limite para o que produtos de tratamento de pele podem fazer: não há transformações milagrosas – isso só com bisturis, lasers e seringas –, e problemas graves têm sempre de ser acompanhados por um especialista. mas, com boa informação de base científica e alguma paciência, uma pessoa normal pode passar da fase “essenciais para a pele” (limpeza, hidratação, protecção solar) e conseguir ajudá-la a manter-se o mais saudável possível e até suplantar preocupações ligeiras.

sobre os produtos

Danessa Myricks – um teste de sobrevivência

Uma marca independente, dirigida por uma mulher Negra. SIM!
(e é vegan e cruelty-free)

Danessa Myricks é antes de tudo uma maquilhadora profissional – ponham-me os olhos naquele Instagram – e a linha de produtos que criou é, sem pejo, um veículo para as suas criações: altamente editoriais mas tangíveis, aspiracionais e arrojadas. Como rainha da pele luminosa (quase plastificada mas em bom), boa parte dos seus produtos menos vulgares são cremes e líquidos, aplicáveis em todo o rosto, em múltiplas texturas, acabamentos, funções e em todas as cores do arco-íris e mais algumas.

A marca é toda inclusividade, carácter, inovação e inovação, e usam o sorriso como símbolo de força, muito porque ainda não foi envenenada pelos tentáculos de alguma Super Evil Mega Greedy Corp™ deste mundo. Está crua, fresca, mas evolui na muita experiência da sua fundadora.

Exalando atitude e arrojo, é toda ela pálpebras glossy e cabelo despenteado, saltos altos e eyeliner neon, calças de cabedal-verniz e maçãs do rosto sumarentas. E eu só penso…

– mas isso derrete e mete-se nas rugas ou como é que é?

saber tudo

terminados – pele e maquilhagem

let’s talk about trash, baby
let’s talk about my empties
let’s talk about all the good things and the bad things used by me 😉

usei (excepto um) tudo até à última gota e estou muito satisfeita. não vou voltar a comprar alguns só porque ou estou a usar outra coisa de momento, ou encontrei de alguma forma uma alternativa com que estou igualmente satisfeita.

ver produtos e links

Purito Cica Cleating BB Cream . Up Close and Poresonal

Ui, já tinha saudades destes vídeos! Cá estão as minhas impressões acerca deste BB Cream Cica Clearing da Purito.

Coisas a registar:

  • Tenho pele mista, e está numa fase mais oleosa por causa do tempo; já passei os 40, portanto há rugas, rídulas e quejandas linhas; tenho acne desde os 12 anos, por isso há borbulhas e hiperpigmentação com fartura, que costumo preferir cobrir;
  • pode comprar-se este produto através da Yesstyle (se encontrarem noutros sites com tempos de envio mais curto, por favor partilhem);
  • o preço, neste momento, é 10,60€ por 30 ml (às vezes há descontos no site);
  • tem cobertura ligeira a média, acabamento acetinado a luminoso, visualmente atenua a textura e homogeneíza a tez;
  • selecção de cores terrível: estou a usar a 27, que é a mais escura de 3 disponíveis;
  • alega conter ingredientes “cica” hidratantes e fortalecedores da barreira cutânea – inclui Niacinamida, Pantenol e Centella Asiática, entre outros ingredientes calmantes e reparadores da barreira cutânea menos conhecidos, também contém emolientes, humectantes e hidratantes clássicos, e uma combinação de vários filtros UV (no site americano alegam SPF 38+++);
  • não contém fragrância nem óleos essenciais – dois potenciais irritantes não-essenciais.
mais coisinhas

maquilhagem . favoritos 2020

No ano passado não me pus a fazer pão de massa mãe, nem cheguei a fazer espargatas, e a maquilhagem também não me puxou para viagens criativas e artísticas como os miúdos e as suas aguarelas, com muita pena minha.

No entanto, ainda brinquei e descobri umas coisas giras, que acabaram por se tornar essenciais.
Cá estão.

mostra lá isso, então

pele . favoritos 2020

Olá… Sim, já lá vai um tempo. Claramente deram imeeeenso por isso 😉

vamos lá saltar para os favoritos de tratamento de pele de 2020.

*Nota: todos os produtos mencionados funcionam lindamente com outros e com maquilhagem. de qualquer forma vou repetir-me muito nesse sentido, quase de certeza.

Se só vieram pelos links, saltem até ao fundo do artigo 😉

continuar a ler

Fenty Beauty Pro Filt’r Concealer

Uma pessoa deixa-se apanhar nas modas e nas novidades e acaba por voltar para casa com coisas que não planeou comprar. Mais conteúdo para vocês!
Agora a pergunta: para mim, valeu a pena? É só ver o vídeo para ficarem a saber.

Em loja, em Portugal, este corrector é um exclusivo Sephora.