Hourglass Ambient Soft Glow Foundation

temos Up Close and Poresonal, pessoas! passo um dia agradável barrada em base com a câmara encostada aos poros para vos mostrar com o máximo de detalhe e precisão possíveis como se comporta, sem filtros (devia ser óbvio, mas nos dias que correm não é), e terminamos o vídeo a comparar o desempenho da dita com as promessas que traz gravadas no rótulo. 

como a única cobaia sou eu num determinado dia da cronologia do universo, este teste é absolutamente subjectivo, mas tento que seja minucioso. se têm gostos ou preocupações semelhantes aos meus, pode ser que tirem alguma informação útil destes vídeos.

para contexto, a minha pele é mista/oleosa, de textura suave mas com poros visíveis, com borbulhas hormonais ocasionais (tem estado tudo relativamente calmo…), tenho muita hiperpigmentação que gosto de atenuar, e, claro, são 42 anos de uso que trazem rugas onde o produto gosta de se enroscar.

dou preferência a um acabamento natural/acetinado/luminoso, mas não gosto muito de coisas pegajosas ou escorregadias; gosto duma cobertura média versátil que possa ser diluída ou intensificada sem pesar; e, sendo uma humana que vive boa parte da vida no mundo analógico, preciso de durabilidade (10 horas são os meus serviços mínimos), e que se desvaneça com elegância em vez de ter um colapso repentino. não me importo de lidar com uma certa curva de aprendizagem ou até adaptar técnicas para que o produto me sirva melhor, mas no fim do dia tem de valer a pena o esforço e o dinheiro, e, acima de tudo, se não se der bem com protectores solares, a nossa relação não tem futuro.

juntem-se a mim neste dia passado com a base Ambient Soft Glow da Hourglass – o meu é o tom 7.

aconselho sempre que possível a testarem as cores em loja ou, ainda melhor, pedirem amostras para fazer um teste mais abrangente em casa. com esta é complicado, porque a Sephora Portugal não quis apostar na Hourglass…

está a à venda (à altura deste post) por £46 (cerca de 52€) na Cult Beauty. foi o preço mais baixo que encontrei

Danessa Myricks Yummy Skin Blurring Balm Powder

os nomes destas coisas são tão compridos que não deixam espaço para nada…

temos Up Close and Poresonal, pessoas! passo um dia agradável barrada em base com a câmara encostada aos poros para vos mostrar com o máximo de detalhe e precisão possíveis como se comporta, sem filtros (devia ser óbvio, mas nos dias que correm não é), e terminamos o vídeo a comparar o desempenho da dita com as promessas que traz gravadas no rótulo.

como a única cobaia sou eu num determinado dia da cronologia do universo, este teste é absolutamente subjectivo, mas tento que seja minucioso. se têm gostos ou preocupações semelhantes aos meus, pode ser que tirem alguma informação útil destes vídeos.

Continue a ler “Danessa Myricks Yummy Skin Blurring Balm Powder”

Make Up Forever HD Skin foundation . up close and poresonal

anda tudo doido com esta base, por isso tive de fazer o meu próprio teste não-patrocinado.

apresenta-se como uma base com um acabamento muito natural, que se funde com a pele, numa fórmula ajustável de cobertura média a alta, acabamento semi-mate e muito duradoura (até 24 horas). e é indicada para peles normais, mistas e oleosas.
podiam ter usado o meu nome ao descrever as potencialidades da fórmula, certo?

pois que me enfiei numa Sephora, à procura da minha cor para vir experimentar para vocês.

já agora: pelo menos na Sephora onde fui não estavam disponíveis todas as cores para experimentar. as referências que a marca dá para equivalência de cores entre as diferentes fórmulas não resultou de todo (comigo): era tudo demasiado escuro. a base também parece oxidar (ou fixar com uma cor mais escura e alaranjada, como preferirem), portanto ao fazer o teste deixem passar uns minutos antes de tomarem a decisão. acabei por escolher a 1N15, que se revelou uma correspondência perfeita.

não falo disto há muito tempo, mas aconselho sempre a, em podendo, pedirem amostras para testarem uma base antes de se comprometerem com a dita. além de despistar incompatibilidades de pele e poderem ver como se porta na vossa vida, poupa nas desilusões, nuns dinheiros valentes, e no desperdício para o ambiente.

esta base está disponível em 30 cores e neste momento custa 40€ por 30ml.

Lisa Eldridge Seamless Skin Foundation . Up Close and Poresonal

como grande fã de bases e da Lisa Eldridge, este foi obviamente, para mim, um dos lançamentos mais antecipados deste ano.

a Lisa Eldridge criou uma base, e lançou uns cartões com amostras para podermos experimentar sem ir à bancarrota.

a base em full size está, à data deste post, em modo “soft launch” (lançamento suave?) na loja física pop-up House of Eldridge que abriu em Covent Garden, em Londres (um misto de loja e museu, com os produtos de maquilhagem e a linha de joalharia, e a exposição da sua colecção privada de maquilhagem vintage, aberta até ao fim deste ano).

ainda tive de esperar uns dias para conseguir estar em casa com luz de dia e filmar este vídeo… custou tanto resistir, mas cá está o resultado da minha estoicidade!

os dados que consegui entretanto juntar são os seguintes:

  • os cartões com 4 amostras estão disponíveis online aqui, custam 3€ cada, mas também há a oferta de um com a compra de outros produtos dela (neste momento alguns estão esgotados, mas vão fazer restock em breve);
  • A base vai custar 44£, portanto à volta dos 52€;
  • Está disponível em 40 cores (num leque de tons muito abrangente, incluindo cores muito escuras e subtons azeitona nas cores claras).

para referência, no vídeo, estou a usar a cor 16 – light medium with true olive undertones.


na altura da aplicação tenho demasiado perto um candeeiro com uma temperatura de cor meio marada (na embalagem dizia luz de dia, mas é meio esverdeada) que reflecte os tons azeitona de forma exagerada, criando manchas verdes… se virem o outro lado da minha cara está normal 😉 problemas de pessoas que não têm guito para comprar luzes porque gastam tudo em bases…

clinique even better clinical serum foundation – up close and poresonal

podem parar de criar nomes tão compridos? os títulos ficam tão grandes e esteticamente desagradáveis…

bom, cá vai a minha experiência com a base Even Better Clinical Serum da Clinique. traz consigo uma lista grande de promessas, e aqui vêem quais foram cumpridas ao longo de 11 horas na minha pele mista/oleosa, marcas, manchas, alguns restos de acne e os inevitáveis traços fundos dos 41 (rugas… chamam-lhes rugas).

quanto aos ingredientes de skincare, é tudo fixe e são bons ingredientes básicos, mas eu prefiro confiar o cuidado a produtos dedicados que aplico antes do protector solar.

quanto ao factor de protecção… já exprimi o meu desconforto com a inclusão de protecção solar em produtos com cobertura (que vamos tender a esbater para ficar esteticamente agradável). um FPS de 20 não é, já para começar, suficiente para a protecção na maior parte do ano no nosso país e, acrescentando o facto de ser uma base que se esbate e dilui, se conseguir no final um factor de protecção 10 deve ser uma sorte – claramente insuficiente e pode induzir as pessoas em erro e numa falsa sensação de segurança.

esta marca é fácil de encontrar em loja e online (e aconselho um salto a uma perfumaria pelo menos para tentar determinar a cor). na Primor está (à data deste post) a um preço bem mais decente do que noutras lojas, mas não têm todas as cores, como na Lookfantastic.

Essence Pretty Natural foundation Up Close And Poresonal

vocês votaram na próxima vítima dum Up Close and Poresonal, e confesso que também estava a torcer por esta. uma base nova da Essence, a um preço super acessível, e que alega um acabamento natural, hidratação sem pesar, cobertura média e longa duração? obviamente que tinha de experimentar.

portanto, aqui vai o vídeo com todos os pormenores.


podem encontrar esta base em loja na Well’s e noutras para-farmácias, MAS por uma razão que não cabe na cabeça de ninguém só têm 10 cores disponíveis em loja (quando as têm), e são infelizmente dentro do espectro mais claro.
descobri, no entanto, que esta base existe em 36 cores! (pelo menos nos Estados Unidos), e na Maquillalia encontram 34 dos tons.

Purito Cica Clearing BB Cream . Up Close and Poresonal

Ui, já tinha saudades destes vídeos! Cá estão as minhas impressões acerca deste BB Cream Cica Clearing da Purito.

Coisas a registar:

  • tenho pele mista, e está numa fase mais oleosa por causa do tempo; já passei os 40, portanto há rugas, rídulas e quejandas linhas; tenho acne desde os 12 anos, por isso há borbulhas e hiperpigmentação com fartura, que costumo preferir cobrir;
  • pode comprar-se este produto através da Yesstyle (se encontrarem noutros sites com tempos de envio mais curto, por favor partilhem);
  • o preço, neste momento, é 10,60€ por 30 ml (às vezes há descontos no site);
  • tem cobertura ligeira a média, acabamento acetinado a luminoso, visualmente atenua a textura e homogeneíza a tez;
  • selecção de cores terrível: estou a usar a 27, que é a mais escura de 3 disponíveis;
  • alega conter ingredientes “cica” hidratantes e fortalecedores da barreira cutânea – inclui Niacinamida, Pantenol e Centella Asiática, entre outros ingredientes calmantes e reparadores da barreira cutânea menos conhecidos, também contém emolientes, humectantes e hidratantes clássicos, e uma combinação de vários filtros UV (no site americano alegam SPF 38+++);
  • não contém fragrância nem óleos essenciais – dois potenciais irritantes não-essenciais.
mais coisinhas

Dior Backstage — Up Close and Poresonal

Esta anda nas bocas do mundo (tanto quanto conseguem as pobres das marcas fazer durar um eco do seu produto hoje em dia), e consegui uma amostra generosa na nossa Sephora. Por isso, depois de uns dias a fazer o test-drive, tive de filmar os meus resultados.

Nota: na Sephora eles devem dar SEMPRE amostras de base, se lhes pedirmos — isto não foi cunha!

A Dior Backstage é um exclusivo da Sephora portuguesa (o que me chateia, porque no Reino Unido sai bem mais barata, mas o site que encontrei não envia para cá), custa 41,55€ por 50 ml, vem em 40 cores com 4 sub-tons diferentes, não é cruelty-free, e alega oferecer uma cobertura altamente personalizável, acabamento natural, e resistir à água e ao suor.

 

 

Cover Fx Power Play

Mais uma base do momento, mais uma viagem. As grandes promessas desta base são que tem alta cobertura mas é muito leve, acabamento mate-moderno, e longa duração, controlando a oleosidade sem secar a pele, estando indicada para peles mistas e oleosas.

Portanto, estava mesmo a pedi-las, certo?

Esta marca não está à venda em loja em Portugal (a Sephora ainda tem de comer mais pãozinho), e por isso para nós fica mais difícil de fazer o investimento, eu sei. Para quem queira dar o salto de fé, está disponível online na Cult Beauty, Beauty Bay e Feelunique.